Notícias

Tamanho da FonteDiminuir FonteAumentar Fonte
Terça-feira, 08 de Janeiro de 2013 - 14:48
Imprimir

Veja a correção do segundo dia de provas da segunda fase da Fuvest

Prova desta segunda (7) teve 16 questões de disciplinas do ensino médio. Segunda fase da Fuvest termina ainda hoje

Os candidatos aprovados para a segunda fase do vestibular da Fuvest fizeram nesta segunda-feira (7) a prova do núcleo comum obrigatório do ensino médio (história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês). O exame teve 16 questões.

 

Abstenção

 

De acordo com a Fuvest, o índice de abstenção do segundo dia de provas foi de 8,96%. No domingo, 8,5% dos candidatos aprovados para a segunda fase deixaram de comparecer à prova de português e redação. O vestibular seleciona para vagas na Universidade de São Paulo (USP) e na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa.

 

Interdisciplinaridade

 

Professores de cursinho ouvidos pelo G1 destacaram a interdisciplinaridade da prova. Segundo eles, boa parte das 16 questões acabaram abordando conteúdos de mais de uma disciplina do currículo comum do ensino médio. Uma das perguntas explorou o livro ‘Til’, que estava na lista de leituras obrigatórias, para tratar de biomas e ocupação do território brasileiro, um tema típico da geografia. Outra questão fala sobre usinas hidrelétricas, abordando o aspecto geográfico, e termoelétricas, falando sobre o ponto de vista da química.

 

“A prova da Fuvest foi interdisciplinar mesmo, realmente conseguiu aplicar conceitos da física com a química, da química com a geografia, da química com a biologia. A química apareceu bastante”, afirmou a professora Vera Lúcia da Costa Antunes, do Curso e Colégio Objetivo.

Segundo Luis Ricardo Arruda, coordenador do cursinho Anglo, “teve até uma questão que podia ser resolvida tanto classificada como física quanto como matemática, nesse aspecto estão indo muito bem”.

 

De acordo com Célio Tassinafo, diretor pedagógico da Oficina do Estudante, os candidatos que temiam as questões dissertativas de exatas devem ter respirado aliviados, já que as questões abordaram temas básicos e bastante fáceis. Além disso, segundo Vera Lúcia, a prova não exigiu a memorização de fórmulas, pois elas estavam dispostas nos enunciados.

 

Edmilson Mota, coordenador geral do curso Etapa, afirmou que uma mudança entre a mesma prova da Fuvest 2012 e a edição atual foi o desequilíbrio entre o número de questões para cada disciplina, além do fato de as questões não estarem divididas por matéria. “Teve um monte de questões de química, física apareceu só em alguns itens, com a complexidade variando de uma pra outra [questão]. A prova não parece ter uma linha mestre, acho que tornou a vida do candidato mais complicada”, explicou.

 

Mota destacou ainda que a prova de inglês foi mais difícil neste ano, já que uma das questões trouxe um poema no idioma, algo com o qual os estudantes não estão acostumados.

 

Na terça-feira (8), a última prova será composta de 12 questões de duas ou três disciplinas, que variam de acordo com a carreira escolhida.

 

A primeira chamada será divulgada no dia 2 de fevereiro de 2013.

Fonte:  Do G1, em São Paulo

Comentários

Voltar