Notícias

Tamanho da FonteDiminuir FonteAumentar Fonte
Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2015 - 14:42
Imprimir

IPT de São Paulo mapeia áreas de risco em PF

Esse trabalho em campo será descrito em um relatório, com imagens e documentação fotográfica, informações em mapas e encaminhado à Defesa Civil do Estado

Técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT de São Paulo estiveram em Porto Feliz realizando um trabalho de mapeamento das áreas de alto e muito alto risco a inundações e deslizamento de terra durante o período chuvoso. Acompanhado da Coordenadora de Proteção e Defesa Civil Ivete Gonçalves Ferreira e da Agente de Defesa Civil Karen Helena, os técnicos visitaram as áreas de inundação e deslizamento de terra, fotografaram, fizeram anotações e avaliaram os principais pontos suscetíveis a desastres. O objetivo desse monitoramento é desenvolver um plano para ações de prevenção em casos de inundações e deslizamento de terra.

De acordo com o geólogo Marcelo Fischer Gramani, esse trabalho em campo será descrito em um relatório, com imagens e documentação fotográfica, informações em mapas e encaminhado à Defesa Civil do Estado que repassará ao Município para a definição das ações e alertas.

As áreas visitadas foram: Bairro da Ponte Grande (ruas Luís Geraldo Martelli e Virgílio Rosa Pimenta) risco de inundação; Jardim Vante (ruas Amadeu de Lara e Domingos Tomé) risco de deslizamento de terra; Jardim Santa Eliza (rua João Vicente Ferreira) risco de inundação; Centro (Av. Capitão Joaquim Floriano de Toledo e Av. Dr. Antonio Pires de Almeida) risco de inundação e alagamento e Vila Angélica (Rua Lício Marcondes do Amaral) risco de inundação. 
Vale lembrar que a Prefeitura Municipal de Porto Feliz, em janeiro, como ação preventiva para evitar inundação realizou o desassoreamento do afluente do Ribeirão Pinheirinho que passa atrás da Rua Lício Marcondes do Amaral– Vila Angélica.

Está em andamento o desassoreamento e aprofundamento do Ribeirão Água Branca que passa atrás da Rua João Vicente Ferreira – Jardim Santa Eliza,
Em andamento a construção de muros de arrimo nas residências da Rua Domingos Tomé para evitar deslizamento de terra. Para o trabalho de desassoreamento houve parecer técnico da Coordenadoria de Defesa Civil e Diretoria de Meio Ambiente por se tratar de área de preservação permanente.

Fonte:  A.I. PF

Comentários

Voltar