Colunistas

Tamanho da FonteDiminuir FonteAumentar Fonte
Terça-feira, 07 de Outubro de 2014
Imprimir

Celulite

Acredito que um dos maiores vilões das mulheres, aquele “aspecto de casca de laranja” (com depressões e nódulos), e que não adianta esconder, pois aparecem sempre (em estágios mais avançados até por cima das roupas), são as tão faladas Celulites.

 

Dez em cada onze mulheres têm celulite, pode ser um furinho mínimo, mas está lá! E o pior, se gasta uma fortuna com cremes, gel redutor e ela ainda está lá! Só falta pedir ajuda de algum super-herói pra ajudar a acabar com elas, ou pelo menos, diminui-las. Você está fazendo isso errado!

 

Oh, Céus! Então tudo está perdido?

Calma, calma, não criemos pânico, vamos ajudar a combater o vilão!

 

Para isso, entendamos melhor o processo:

Logo abaixo da pele, temos células de gorduras chamadas lipócitos. Entre elas, temos os vasos, as artérias que trazem sangue, oxigênio e nutrientes para a região, e as veias que transportam o sangue e os produtos do metabolismo de volta para a circulação. Isso se faz em um processo contínuo e, à medida que se vai estocando gordura, elas incham e pressionam por espaço, ocorre, então, uma dificuldade circulatória local. Além disso, o líquido que circula entre elas fica preso piorando o aperto e tudo isso acaba deformando a camada de cima da pele. E quanto mais fina for esta camada (colágeno), mais facilmente a gordura se “estufa”. Daí é como se olhasse as “crateras da lua”.

Ui..mas que horror! Muitas gritaram agora!

 

Mas o que fazer? Já que acabei com os sonhos do super-herói e dos cremes e gel, devo-lhes apresentar soluções reais.

 

Sabe-se que os principais fatores que influenciam o aparecimento das celulites, além da predisposição genética e das alterações hormonais, são a má-alimentação e a vida sedentária. Novamente apresento-lhes esses dois “melhores remédios”: EXERCÍCIO FÍSICO E ALIMENTAÇÃO CORRETA. Não tem para onde correr. Aliás, se você corresse, certamente não teria tantos problemas.

Então, se sua genética não ajuda e seus hormônios brigam com você, a dica do dia é: “Saia da zona de conforto, levante desse sofá, deixe essa vasilha com essas guloseimas que você está comendo e MOVIMENTE-SE”!

 

Exercícios físicos no mínimo quatro vezes por semana unido a uma alimentação balanceada lhe ajudará no projeto: “Verão sem canga”!

 

Vale atentar para um ponto: ouço muitas mulheres reclamando: “Mas, minha alimentação é boa, eu não como porcarias e não bebo, mas não emagreço e minhas celulites não somem”. O problema aqui não é ter uma dieta qualitativamente adequada, mas ela tem que ser também quantitativamente adequada, pois qualquer excesso calórico poderá ser acumulado sob a forma de gordura. E ninguém percebe o maior erro que cometem: não beber água o suficiente (algo em torno de 40ml/kg), e na ingestão de sal, resultando na maior dificuldade na troca de líquidos favorecendo a retenção.

Além do mais, as celulites não aparecem somente nas pessoas mais obesas, pessoas magras também podem ter.

O tratamento, portanto, é combater a má-circulação (quanto melhor a circulação melhor também o transporte dos agentes necessários para nutrir os músculos e melhor o transporte das toxinas e gorduras para serem eliminadas da corrente sanguínea e do corpo), para isto os exercícios aeróbicos apresentam um papel fundamental.

Em paralelo, faz-se importante também diminuir a gordura e aumentar a massa muscular (quanto mais massa muscular, menos flacidez, menos gordura, menos celulite).

 

Resumindo: Exercícios aeróbicos e musculação devem estar sempre em conjunto no programa de treinamento.

 

E você, que suas “anteninhas de vinil já detectaram a presença do inimigo”, e já tem celulites aparentes: TREINE (eu não disse “malhe”) e alimente-se corretamente, faça o certo e tenha paciência. Claro que, em alguns casos mais graves, alguns métodos de estética corporal poderão AUXILIAR no seu treinamento, ajudando na estimulação da síntese de colágeno e na melhoria da circulação local. Mas, atenção! Se forem necessários, são apenas complementos finais, do contrário estarão perdendo dinheiro.

Dizem que ter celulite é normal, mas quem disse que ser normal é sempre vantajoso?!

A escolha é sempre SUA.

Alessandra Deliberali
Formada na Fefiso, e pós graduada em musculação e personal trainning

Comentários

Voltar